Sábado, 17 de Maio de 2008

Björk Guðmundsdóttir: retrospectiva vídeo de um elfo

 

  

Desde a abertura deste blog que a duvida subsiste. Postar ou não sobre a Björk. Mas a questão é sempre a mesma. Escrever o quê? Haverá alguém que não conheça a personagem? Estou certo que existem mais pessoas a conhecer a Björk do que a saber algo sobre a Islândia. Talvez devesse ter criado um blog sobre a Björk e nele colocar um post sobre a Islândia!
A menina à muito deixou de ser uma menina. Para muitos não é também uma senhora. Talvez um alien. Eu acredito que Björk esteja mais próximo de um elfo, afinal é islandesa!
E como será a relação destes com a sua única celebridade à escala mundial?
Quando cheguei à Islândia ouvi inúmeras vezes nos cafés, músicas dos diversos discos editados pela cantora. Mas ela não é consensual. Aliás, não poderia ser. Na Islândia como em Portugal, o sucesso de uns não cai bem a todos. Para os mais idosos ela "não bate bem da bola", o que dito por um islandês toma proporções ainda maiores. Não quero dizer com isto que os islandeses não batem bem da bola. Antes que são muito tolerantes (na verdade, talvez seja um misto das duas coisas!).
Não esperem neste post uma apresentação da Björk, já que há muito tempo ela deixou de ser aquela cantora de culto independente ou alternativo. A senhora pertence ao restrito grupo das celebridades à escala universal.
A sua característica voz e feitio fazem com que muitos pensem que ela é uma alienígena. É através dessa voz que entramos no mundo das fábulas e sonhos que ela nos faz chegar através da arte. Sim, eu disse arte e não música, sendo esse um dos motivos, pelo qual a lista de prémios e distinções é ainda maior. Björk é cantora, compositora, actriz, artista multifacetada vendedora de fábulas e sonhos, premiada em todas as áreas com os mais importantes prémios. Como exemplo, posso referir que Björk já tem no currículo 12 grammy awards (os prémios mais importantes da música à escala mundial), 1 Academy award (os prémios mais importantes do cinema à escala mundial), 7 Brit Awards (os prémios mais importantes da música em Inglaterra), o prémio de melhor actriz no festival de Cannes, 2 Globos de Ouro (não, não são os da SIC nem foram entregues pela Catarina Furtado), entre outras distinções.
Neste post, aproveito para fazer uma retrospectiva da sua carreira musical via vídeo.
Espero que usufruam!
 

Em 1977, com apenas 11 anos de idade, Björk lançava o seu primeiro disco. Um disco de covers cantadas em islandês, onde se incluia o famoso "the fool on the hill" dos Beatles. Björk não só cantava como tocava instrumentos como flauta transversal.

 

Em 1981, aos 16 anos de idade, Björk integrava os Tappi Tikarrass, incentivando os adolescentes islandeses com bandas musicais a serem eles próprios e a não copiarem os U2.

 

 

Entre 1986 e 1992 Björk integra os Sugarcubes que representa o inicio da sua internacionalização. Os Sugarcubes tornam-se conhecidos no circuito Indie mundial com o lançamento do seu primeiro album intitulado Life’s Too Good de 1988, lançado pela One little Indian.

 

 

O experimentalismo e a poesia/lirica continuam a acompanhar Björk nos dias de hoje. Poderemos ver neste vídeo a cantora ao vivo na igreja de Riverside em Nova Iorque com Pagan Poetry.

 

 

Em 1993, o primeiro album a solo, Debut, lança Björk para o grande panorama musical mundial. Human Behaviour é uma das musicas de ponta. Aqui ao vivo no Royal Opera House.

 

 

Em 1997, saí Homogenic. Mais um excelente album aqui representado com Hunter, num excelente vídeo.

 

 

Mas Björk não é uma menina de feitio fácil. As dificuldades de conciliação artística com o realizador  Lars Von Tryer no filme Dancing in the Dark, em que Björk era actriz principal, são por demais conhecidas. Assim, acabarei este post com um pormenor que não desdenharia a uma revista cor de rosa. Björk, bem ao estilo de uma mulher islandesa, num acesso de raiva. É que na islândia, as pessoas nunca foram muito "polite"!

 

publicado por Ivo Gabriel - Iceland Views às 21:30
link do post | comentar | favorito
|
3 comentários:
De Vanda Medeiros a 4 de Janeiro de 2009 às 16:44
Em 2 palavras: Unica e Génio!!

Eu sabia que não podia percorrer este blog sem encontrar nem que fosse uma unica só referência a esta Diva!!
De Ivo Gabriel - Iceland Views a 12 de Janeiro de 2009 às 10:27
Olá Vanda,
Seria de todo impossível um blog sobre a Islândia não ir parar, independentemente do motivo, à Bjork.
De resto, referências à tua Diva não faltam. Seja por utilizar música dela em alguns vídeos que vou montando e postando sobre a Islândia, seja por ela estar omnipresente no quotidiano islandês.
Beijinhos
De casinos para jugar en linea a 29 de Julho de 2009 às 13:36
Verdaderamente, una diva. Sus videos quedarán por muchos anos siendo innovadores y geniales, verdaderas obras de arte visual y musical.

Comentar post

.counter (início 26-4-08)

Blog Counter by Branica
Branica Counters

.pesquisar

 

.Junho 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
29
30

.mais sobre mim

.links

.posts recentes

. Dia Nacional da Islândia ...

. A serpente do Lagarfljót

. Dettifoss - a mais podero...

. Cod Wars: As guerras do b...

. Na Islândia também não ex...

. Ekki Múk - O regresso dos...

. A "Saga" do Great Auk Ske...

. "Ruiva", a baleia demonía...

. Pequenos momentos com cli...

. Formação Geológica da Isl...

. Eyjafjallajökull - Erupçã...

. De Thule a Iceland – Hist...

. Solitude…

. Conhecendo Siglufjördur –...

. Projecto Takk_Iceland09

. O colapso económico e out...

. Neve em Portugal?

. Os melhores discos island...

. Húsavík - da pesca à obse...

. Eyjafjördur - entre o bra...

. Surtsey - A ilha vulcão e...

. A neve. Pela janela do qu...

. Jeff quem?

. O regresso...

. Atrás do sol da meia-noit...

. Considerações sobre a Isl...

. Resposta a um email: Skaf...

. Bang Gang: Indie guitar P...

. Islândia vs Brasil (parte...

. Islândia vs Brasil ou Ein...

. Mývatn – Um vídeo, um ret...

. A cor púrpura...

. Entre fiordes: Do Eyjafjö...

. A Islândia na TV Globo

. Na senda de Nonni, Jón Sv...

. Björk Guðmundsdóttir: ret...

. Antecipando o Post sobre ...

. o pequeno arquipélago de ...

. Dísa - Uma voz, um achado...

. As Páginas Amarelas Islan...

. Vatnajökull (the sound of...

. Aldrei fór ég Sudur - O m...

. O futuro da economia isla...

. O coro vocal feminino EMB...

. A sexualidade na Islândia...

. Viajando pela Islândia co...

. Aurora boreal - A minha p...

. Área de Ski de Hlídarfjal...

. Os elfos e a mitologia nó...

. President Bongo dos GUS G...

.arquivos

. Junho 2012

. Maio 2012

. Março 2012

. Abril 2010

. Março 2010

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

.tags

. akureyri(6)

. ambiente(5)

. arte e cultura(7)

. curiosidades(6)

. economia(2)

. fenómenos da natureza(15)

. geologia(1)

. história e cultura(8)

. impressões(9)

. introdução(2)

. islândia(7)

. mitos e lendas(3)

. música(15)

. política(4)

. sexualidade(1)

. sociedade(4)

. tecnologia(1)

. viagens(11)

. vídeo(34)

. todas as tags

.counter (início 26-4-08)

Blog Counter by Branica
Branica Counters
blogs SAPO

.subscrever feeds